Voltar

Você está em: Página inicialInstitucionalNotícias › Mestranda em Zootecnia realiza experimento nos laboratórios do Unibave

Notícias

Mestranda em Zootecnia realiza experimento nos laboratórios do Unibave

18 de junho de 2018 - ,

A mestranda Fernanda Picoli, do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia da Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc, desenvolveu o projeto intitulado “Inclusão de pólen em dietas de alevinos de Tilápia-do-Nilo em Sistema de Recirculação de Água: desempenho zootécnico e histomorfometria intestinal e hepática”. Uma das etapas da pesquisa está sendo desenvolvida no Laboratório de Aquicultura, do Centro Universitário Barriga Verde – Unibave.

Fernanda está realizando mestrado em Zootecnia na linha de pesquisa de nutrição animal e sistemas de produção. O objetivo do estudo é avaliar se a inclusão de pólen nas rações de alevinos de tilápia nilótica, afetará o desempenho zootécnico e a histomorfometria intestinal e hepática.

No experimento que está sendo realizado pela estudante, no Laboratório de Aquicultura do Unibave, foram utilizados 225 peixes com peso uniforme e elaboradas rações contendo diferentes níveis de inclusão de pólen. Os animais são alimentados três vezes ao dia nas 15 unidades experimentais localizadas no laboratório do Unibave. Essas unidades ficam em duas bancadas, conectadas a um sistema de circulação de água com fluxo controlado.

Umas das intenções com o experimento é poder avaliar o ganho de peso médio, conversão alimentar aparente, taxa de crescimento específico, produtividade e sobrevivência dos peixes alevinos, além da análise dos parâmetros físico-químicos da água.

Outra atividade realizada no Unibave para a pesquisa foi a mistura das dietas fornecidas aos animais. A mistura, composta por níveis crescentes de pólen apícola comercial combinado à ração comercial extrusada, foi realizada no Laboratório de Saúde do Unibave.

Nesta fase de experimento, os peixes são individualmente pesados e são avaliadas as variáveis zootécnicas. Além disso, é avaliado o índice de gordura visceral dos peixes. Os órgãos dos animais são pesados e, em seguida, encaminhados ao Laboratório de Patologia Veterinária do Hospital Veterinário Unibave – HVU para os procedimentos histológicos.

O experimento ainda segue em andamento no Laboratório de Aquicultura do Unibave. Além da mestranda Fernanda, tiveram mais seis pessoas que fizeram parte da equipe de trabalho do projeto de pesquisa, os professores da Udesc, Maurício Gustavo Coelho Emerenciano e Diogo Luiz de Alcantara Lopez, os professores do Unibave, André Freccia e Luciane Veronezi, e os acadêmicos do curso de Medicina Veterinária do Unibave, Jonis Ghizzo e Mateus Kowalski.