Diferentes caminhos no mundo do trabalho com uma segunda graduação | Unibave
InicioInstitucionalNotícias › Diferentes caminhos no mundo do trabalho com uma segunda graduação

Notícias

Diferentes caminhos no mundo do trabalho com uma segunda graduação

01 de junho de 2021 -
A- A+
segunda graduação em pedagogia

Ana Claudia Francisco está cursando pedagogia. Foto de 2019, antes da pandemia.

A escolha de um curso de graduação, muitas vezes, passa por pressões e a responsabilidade de acertar o que se quer fazer como profissional. As vezes acertamos, as vezes é necessário corrigir a rota no caminho. Fazer uma segunda graduação pode ser encarado assim, ou então como um aperfeiçoamento de habilidades para melhorar seu desempenho profissional.

É o caso da Ana Cláudia Francisco, de 30 anos, que atualmente é acadêmica do curso de pedagogia do Centro Universitário Barriga Verde (Unibave). Em 2007 ela escolheu fazer Design Gráfico, depois de ter feito teste vocacional. “Eu estava no 3º ano do ensino médio. Neste período veio a pressão e a responsabilidade de escolher uma profissão para seguir”, relata a acadêmica.

Depois de quatro anos, ela estava formada na graduação, mesmo assim ainda não sabia se era realmente o caminho a seguir. “Não sabia se era realmente aquilo que eu gostaria de fazer. Tive algumas experiências na área, mas não me identifiquei”, explica.

Foi aí que um “estalo” despertou a verdadeira vocação. “Estar rodeada de crianças”, exclama Ana Claudia. Ela conta que antes da primeira graduação já havia atuado como estagiaria em uma creche e que amava essa sensação. “Foi com essa recordação do meu primeiro emprego, aos 17 anos, que decidi iniciar a segunda graduação”, revela a estudante da sétima fase de pedagogia.

“Estou muito feliz por ter decidido voltar a estudar e escolher está profissão para seguir. Ao longo das fases e nos estágios, venho tendo mais certeza que eu estou no caminho certo. Algo que me faz feliz”, conta acadêmica.

Complemento com a segunda graduação

Thaise Batista Vandressen está cursando educação física

Thaise Batista Vandressen está cursando Educação Física, mas já tem formação em pedagogia

A possibilidade de fazer uma segunda graduação pode ser uma opção de complemento a profissão, quando já se tem algumas certezas. Caso da Thaise Batista Vandressen, de 23 anos, que hoje está na quinta fase de licenciatura em Educação Física no Unibave. Ela já é formada em Pedagogia.

“Eu sempre falava que queria ser professora. Mas estava em dúvida em qual área da educação queria atuar”, explica Thaise. Segundo ela, estar trabalhando em uma creche na época da escolha da primeira graduação pesou na decisão. E foi cursar pedagogia. “Claro, sou apaixonada pela educação infantil. Mas no decorrer do trabalho eu percebi que faltava um complemento”, esclarece.

Para Thaise, só a Pedagogia era insuficiente. “Foi onde decidi fazer Educação Física eu sou apaixonada por dança e movimento”, expõe a jovem. Segundo ela, a segunda graduação auxilia muito na educação infantil, e a cada semestre adquiro um conhecimento maior principalmente na questão psicomotora das crianças. “Talvez partes da Educação Física acabem completando o conhecimento teórico que temos na pedagogia”, opina.

Se você também quer complementar sua história profissional, a hora é agora. As inscrições para os cursos superiores do Unibave estão abertas para iniciar as aulas em agosto. Para se inscrever basta acessar o site www.unibave.net e preencher o formulário.