CPA do Unibave finaliza o VI Seminário de Autoavaliação Institucional | Unibave
Voltar

Você está em: Página inicialInstitucionalNotícias › CPA do Unibave finaliza o VI Seminário de Autoavaliação Institucional

Notícias

CPA do Unibave finaliza o VI Seminário de Autoavaliação Institucional

10 de outubro de 2019 - ,

No período de 13 de maio a 14 de junho, a Comissão Própria de Avaliação – CPA do Centro Universitário Barriga Verde – Unibave, em parceria com a Diretoria de Avaliação Institucional, aplicou a Pesquisa de Percepção – 2019/1. Com ela, foi possível ter um diagnóstico das atividades desenvolvidas em sala de aula, contemplando aspectos pedagógicos, além de averiguar o grau de satisfação dos serviços prestados pelos setores, do ponto de vista de vista dos acadêmicos, professores, coordenadores de curso e técnico-administrativos.

Após a pesquisa, os resultados foram organizados em relatórios, tanto os dados objetivos como as demandas apontadas. Na sequência, foram encaminhados aos gestores, totalizando 52 documentos, com solicitação, dentro do possível, de resolução das solicitações apontadas.

Na segunda etapa do Programa de Formação-Ação para Docentes do Unibave, entre 15 a 18 de julho, os resultados desta pesquisa foram apresentados na abertura, enfatizando a inovação que a CPA propôs de transformar os resultados das assertivas objetivas, antes em formato de percentuais, em nota, por meio da aplicação de uma fórmula, possibilitando resultados mais fidedignos, além de aproximar dos métodos das avaliações externas. Eles também foram discutidos em todas as reuniões pedagógicas, especificando demandas de cada curso.

Já no decorrer dos meses de agosto a outubro, foi o momento de socializar com os acadêmicos, promovendo encontros por curso, para dialogar com os principais atores envolvidos, os resultados e o retorno às demandas (sugestões/comentários) pontuados.

Por fim, no dia 4, no Seminário de Planejamento Estratégico, a CPA abordou alguns aspectos da referida pesquisa, com ênfase para os indicadores que foram propostos para este ano, a exemplo do percentual mínimo de participação da comunidade acadêmica, reforçando a importância de um público cada vez mais crescente, ser parceiro das atividades desenvolvidas pela Comissão.