Voltar

Você está em: Página inicialInstitucionalNotícias › Unibave promove debate sobre a Campanha da Fraternidade e I Mostra de Direitos Humanos e Relações de Gênero

Notícias

Unibave promove debate sobre a Campanha da Fraternidade e I Mostra de Direitos Humanos e Relações de Gênero

09 de março de 2018 -

Na noite da última quinta-feira, 08, o curso de Direito do Unibave realizou no Centro de Vivências, o V Painel de Debates e I Mostra de Direitos Humanos e Relações de Gênero.

Desde 2014, o curso de Direito tem promovido reflexões acerca dos temas propostos pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB para a Campanha da Fraternidade. Já foram abordados temas sobre o Tráfico Humano; sobre a Responsabilidade que temos com o nosso planeta; sobre a Biodiversidade e nesse ano, os participantes foram convidados a refletir sobre a superação da violência.

O tema pretende considerar que a violência nunca constitui uma resposta justa, que a violência é um mal, que a violência é inaceitável como solução para os problemas, que a violência não é digna do homem. A violência destrói o que ambiciona defender: a dignidade, a vida, a liberdade dos seres humanos”.

Para exposição do tema o evento contou com a participação do delegado Ulisses Gabriel, presidente da Associação dos Delegados de Polícia de Santa Catarina – Adepol e do Padre Eduardo Rocha, representante da Diocese de Tubarão, assessor de educação da CNBB em Brasília. Participaram da mesa de debates a coordenadora de pós-graduação e professora do Unibave, Adriana Zomer de Moraes, e o professor do Unibave, Dr. Hermínio Antônio da Silva Filho, mediador da mesa de debates.

No hall de entrada das coordenações, também na noite do dia 08, aconteceu a I Mostra de Direitos Humanos e Relações de Gênero. Esta atividade foi articulada ao programa ECOS do Unibave; utilizou reaproveitamento de banners como suporte. A proposta foi realizada na disciplina de Direitos Humanos em parceria com o Núcleo de Arte Educação – NAE do Unibave e foi pautada no preconceito, racismo, diversidades culturais e violência de gênero. O objetivo é de sensibilizar o leitor para essas complexidades da sociedade. Esta “Mostra” é itinerante e será exposta em outras instituições de ensino.