Voltar

Você está em: Página inicialInstitucionalNotícias › Projeto Aprender com as Águas na Bacia do Rio Azambuja desenvolve terceiro encontro

Notícias

Projeto Aprender com as Águas na Bacia do Rio Azambuja desenvolve terceiro encontro

13 de dezembro de 2016 -

dsc01541No dia 12 de dezembro de 2016 foi realizado o terceiro encontro do semestre com os professores da Escola de Educação Técnica Vale da Uva Goethe, com objetivo de instrumentalizá-los na elaboração e implantação de ações de Educação Ambiental voltadas à proteção das águas na bacia do Rio Azambuja, em Pedras Grandes.

A partir do primeiro semestre de 2017, os professores, juntamente com os alunos do 1 e 2 ano do Ensino Médio farão um diagnóstico do uso da terra no entorno do Rio Azambuja, para compreender a relação existente entre os usos da água e a comunidade de Azambuja, em Pedras Grandes. Durante o encontro de ontem foram definidas as metodologias de trabalho a serem adotadas para alcançar os objetivos propostos em cada disciplina envolvida.

De agosto a dezembro, os professores conheceram a realidade ambiental dos rios do município, escolheram a bacia hidrográfica em que a escola está inserida para estudo, os conteúdos das disciplinas e as ações de educação ambiental voltadas à proteção das águas que pretendem desenvolver.

Essas ações fazem parte do “Programa de Educação Ambiental nas Escolas: Aprender com as Águas”, desenvolvido pelo Núcleo de Pesquisa e Extensão em Práticas Pedagógicas Criativas e Inclusivas – Nupci do Unibave, coordenado pela professora Rose Maria Adami. Em Pedras Grandes, o Programa implantou na Escola de Educação Técnica Vale da Uva Goethe, juntamente com a diretora da Coordenação Geral das Escolas e Cursos Técnicos, Jaqueline Fortunato, o projeto Aprender com as Águas na bacia do Rio Azambuja, estruturado em oito etapas. Até o momento, os professores já discutiram e desenvolveram cinco etapas.

Pretende-se com essas ações educativas desenvolvidas nas disciplinas, que os futuros técnicos em agropecuária sejam educados para utilizar a água de forma sustentável, como um recurso de suma importância no desenvolvimento social e econômico das propriedades rurais, territórios de responsabilidade desses profissionais.